top of page

Como usar storytelling para manter a audiência engajada nas apresentações

Quando se trata de apresentações, conquistar e manter a atenção da audiência é um grande desafio. Afinal, como garantir que as pessoas permaneçam envolvidas e interessadas em seu conteúdo do início ao fim? Storytelling é a melhor estratégia para conseguir isso!


Neste artigo, vamos ensinar você a incluir storytelling nas suas apresentações e manter a audiência engajada, mesmo quando o conteúdo é denso ou técnico.


Além disso, ao final do artigo, você poderá baixar gratuitamente nosso Catálogo de TEDs, um material exclusivo com as 15 melhores palestras do TED sobre diferentes temas, que irão aprimorar suas habilidades de comunicação corporativa e elevar o nível de suas apresentações.


Por que você deveria incluir storytelling na sua próxima apresentação?


Existem três motivos pelos quais você deve considerar o uso do storytelling em suas apresentações, são eles:


Em primeiro lugar, as histórias têm um impacto emocional mais forte do que apenas dados e fatos. Ao compartilhar histórias envolventes, você desperta emoções na audiência, aumentando o envolvimento e a conexão com a mensagem que está transmitindo.


Em segundo lugar, o storytelling cria uma conexão entre o apresentador e a audiência. Ao compartilhar uma história pessoal ou uma narrativa relevante, você humaniza a apresentação e estabelece uma ligação mais profunda com os espectadores. Isso faz com que eles se identifiquem e estejam mais propensos a se interessar pelo seu conteúdo.


Por último, o cérebro humano é naturalmente atraído por histórias. estamos condicionados a prestar atenção a narrativas e a armazená-las de forma mais eficaz em nossa memória. Ao utilizar o storytelling em suas apresentações, você aproveita essa predisposição natural e aumenta a retenção das informações.


Como escolher a história certa para sua apresentação?


Para escolher a história certa para a sua apresentação, é importante considerar o objetivo da apresentação e o público-alvo. Pergunte-se: qual é a mensagem principal que desejo transmitir? Qual é o perfil e interesse do meu público?


Em seguida, procure por histórias relevantes para o tópico e contexto da sua apresentação. Pode ser uma experiência pessoal relacionada ao assunto, uma história de sucesso de um cliente, um exemplo de superação ou até mesmo uma narrativa fictícia que ilustre os pontos-chaves que você deseja abordar.


Ao encontrar a história, adapte-a para que ela se relacione com a mensagem central da apresentação. Certifique-se de que a história complementa e reforça o ponto que você está tentando transmitir. Isso vai enriquecer a compreensão do seu conteúdo e aumentar a conexão emocional com a audiência.


Como estruturar sua apresentação usando storytelling?


Antes de entrarmos nas etapas práticas, é importante ressaltar que existem diversas estruturas que podem ser utilizadas para contar histórias em apresentações. Uma das mais comuns e eficazes (e também a nossa preferida aqui no MINIMIZA) é a estrutura dos três atos, em que a história é dividida em três partes: início, meio e fim.


Neste guia, vamos explorar detalhadamente essa estrutura, que oferece uma maneira envolvente e eficiente de manter a audiência engajada durante uma apresentação. Vamos lá!


Ato 1: Início


Comece estabelecendo o contexto e definindo o gancho que você vai usar para prender a atenção da audiência. Use uma pergunta intrigante, uma afirmação impactante ou até mesmo uma breve introdução da história que você irá contar. O objetivo é capturar o interesse dos espectadores desde o início.

Ato 2: Meio


No meio da história, desenvolva os acontecimentos, os desafios enfrentados pelos personagens e a progressão da trama. Revele informações gradualmente e crie momentos de tensão e suspense para manter a audiência envolvida e curiosa sobre o desfecho da história. Apresente os obstáculos, as reviravoltas e os momentos decisivos que contribuem para a resolução do problema.


Ato 3: Conclusão


No terceiro ato, conclua a história com uma um aprendizado relevante para a mensagem da sua apresentação. Aproveite para reforçar a mensagem principal e destacar a transformação dos personagens diante dos desafios enfrentados para criar um impacto duradouro. Deixe a audiência com uma reflexão final ou uma chamada para ação em relação ao conteúdo compartilhado.

Ao seguir esta estrutura de três atos, você cria um fluxo narrativo que mantém a audiência engajada e interessada em sua apresentação. Lembre-se de adaptar essa estrutura às necessidades específicas do seu conteúdo e público, garantindo que a história seja relevante, envolvente e coerente com sua mensagem.


Aprimore suas habilidades de storytelling como o nosso Catálogo de TEDs


Aprimorar suas habilidades de storytelling requer prática e dedicação. Estude e se inspire em grandes contadores de histórias. Observe a estrutura utilizada por grandes apresentadores e pessoas com notáveis habilidades em contar histórias e adapte-a à sua própria apresentação.


As palestras do TED, por exemplo, são uma excelente fonte de inspiração e uma coletânea de exemplos de boas histórias. Os palestrantes são especialistas em transmitir suas ideias de forma concisa e memorável, sempre de forma muito genuína.


As histórias contadas geralmente seguem uma estrutura narrativa bem estruturada, com um começo intrigante, desenvolvimento cativante e um desfecho inspirador, assim como abordamos na estrutura dos três atos. Então, na sua próxima apresentação, vale a pena assistir e se inspirar com o vasto acervo do TED.


Para ajudar você nessa jornada, nosso time fez uma curadoria e elegeu as 15 melhores palestras TED sobre diferentes temas para potencializar sua comunicação corporativa e melhorar exponencialmente suas apresentações. Clique aqui e baixe gratuitamente nosso material exclusivo, o Catálogo de TEDs, e tenha acesso direto às palestras que selecionamos.


Comments


bottom of page