• MINIMIZA | Apresentações sem firulas

As apresentações medíocres nas empresas que se dizem inovadoras: 8 mitos do PPT corporativo



Você já participou de uma reunião que poderia ter sido apenas um e-mail?


Você já fez uma apresentação gigante pro seu chefe e ele acabou nem abrindo os slides na hora da reunião?


Esse tipo de situação acontece toda hora, com todo mundo e em todas as empresas. Se você trabalha em uma empresa tenho certeza que já passou por algo assim.


Nós já passamos por isso e sabemos o quão frustrante esses momentos podem ser. 


Mas o que você faz? Senta e chora?


Muitos profissionais que estão no mundo corporativo se queixam da quantidade de apresentações que precisam fazer em pouco tempo e se frustram com os resultados pífios de seus slides, já que as empresas acabam podando toda a criatividade.


Isso é um fato curioso, não acha?


A grande maioria das empresas fala de inovação e foca na contratação de talentos que julgam ser inovadores e criativos para fazer parte do seu time.


Entretanto, no primeiro PowerPoint que esse cara precisa criar, a empresa fala como deve ser feito porque daquele jeito "é como todo mundo está acostumado a ver os slides". Isso não faz o menor sentido!


As empresas buscam profissionais cada vez mais inovadores, mas podam a criatividade na primeira oportunidade (ou no primeiro PPT)

Para que você não sinta sua criatividade indo pro ralo, separamos os 8 maiores mitos das apresentações corporativas e como você pode se livrar deles


#1 "O PowerPoint só pode ter até 10 slides"


Quando alguém fala a quantidade de slides ideal sem te falar o tempo disponível para a apresentação, desconfie. Essa pessoa não deve fazer ideia do que é um bom PPT.


Isso porque a quantidade de slides não determina quanto tempo você vai demorar para apresentá-los. Já vimos apresentações de 1 hora com apenas 5 slides, mas já vimos o contrário também. 


Slide é de graça.

Não economize, o mais importante aqui é você colocar apenas uma informação por slide. Dessa forma a audiência vai conseguir entender o que você está querendo dizer rapidamente.


#2 "É obrigatório usar o template-padrão da empresa"


Desconhecemos uma maneira mais radical de limitar sua criatividade. Usar um template-padrão significa fazer igual a todo mundo, cumprir todas as regras e não pensar em nada novo ou diferente.


Precisamos confessar que nunca fomos muito bons em seguir algumas regras...


Me recusar a utilizar o template-padrão foi o que nos diferenciou lá atrás, quando ainda trabalhávamos em multinacional e conseguíamos mostrar, na prática, que basta você utilizar as cores e as fontes institucionais.


O template-padrão só precisa ser utilizado por quem é sem noção ou por quem prefere a zona de conforto. Tudo bem com isso, de verdade. Mas você nunca vai conseguir se destacar assim…


#3 "Não esqueça de colocar o logo da empresa em todos os slides"


Talvez esse seja o mito mais enraizado nas apresentações corporativas (e é o que eu mais odeio também). Particularmente colocamos o logo da empresa em dois slides: o primeiro e o último.


Sabe por quê? Não precisamos do logo em todo santo slide para lembrar de qual empresa é aquela apresentação. Assim como o mito #2, use as fontes e as cores institucionais para identificar a empresa, simples assim.


No terceiro slide com o logo no mesmo lugar e do mesmo tamanho, sua audiência já assumiu aquilo como padrão e nem olha mais… ou seja, não faz nenhuma diferença e não agrega em nada!


#4 "Não pode ter GIFs, use apenas o banco de imagens corporativo"


Desde que os memes surgiram e os GIFs dominaram a internet, usamos esses recursos nas apresentações de clientes.


O GIF é uma imagem em movimento, se você insere uma imagem no slide, por que não pode colocar um GIF? Isso não faz sentido nenhum!


Independente de quem seja o público, você deve usar o GIF com responsabilidade. Isso porque os GIFs geralmente têm um tom mais alegre e divertido. Sendo assim, caso seja uma apresentação onde os resultados não estão bons, usar um GIF pode ser um caminho ruim.


Por outro lado, para TODOS os outros contextos, usamos GIF sem nenhum peso na consciência! Uma apresentação deve impactar, emocionar e gerar lembrança


Os GIFs vão te ajudar a despertar diferentes reações na sua audiência, desde o estagiário até o presidente. 


#5 "Coloque bastante texto porque depois vou enviar essa apresentação por e-mail"


Se você escreve parágrafos em um slide, lamentamos informar que você está usando o software errado. O correto seria abrir o Word e enviar um documento.


Não crie um "slidocumento"!

Faça a apresentação presencial e, ao enviar por e-mail, crie uma segunda versão com um pouco mais de texto (eu disse um pouco, não parágrafos inteiros, ok?).


Se seus slides estiverem com muito texto, considere enviar um documento mesmo. Esqueça o PowerPoint e foque nas palavras. Talvez esse seja o melhor caminho.


#6 "Use bullet points para não escrever parágrafos longos"


Como forma de driblar o mito anterior, muitos líderes recorrem aos famosos bullet points, aqueles marcadores sem graças que servem apenas para guiar os tópicos da apresentação e não contam nenhuma história.


Esse é um dos recursos que os profissionais têm mais dificuldade em abandonar nas apresentações corporativas, mas eu tenho duas dicas que vão te ajudar:


A primeira dica é trocar esses marcadores por ícones. 


Encontre um ícone no The Noun Project que esteja relacionado ao assunto da frase. Depois disso, insira uma animação simples para que cada ponto da história apareça quando você clicar, assim todos vão conseguir acompanhar seu raciocínio.


A segunda dica é seguir a "Regra 1 pra 1", ou seja, coloque apenas uma informação por slide. Não importa a quantidade de slides, lembra?


O mais importante é que sua audiência consiga entender seu slide rapidamente.


#7 "Não se preocupe com o storytelling para apresentar números e resultados"


Se teu chefe fala isso, ele não poderia estar mais enganado! Os números soltos não dizem nada, mas quando fazem parte de um contexto, ganham vida.


Não é a toa que existe uma aula chamada "Dê vida aos números" no Curso Pocket em Apresentações do MINIMIZA. Os números nos ajudam a atacar o lado racional, mas as histórias por trás deles fazem com que alcancemos o lado emocional também.


Contar boas - e verdadeiras - histórias é o coração de uma boa apresentação. 

Seja na apresentação de resultados, na captação de patrocínio ou durante uma prospecção comercial, coloque os números em um contexto para atingir os dois lados do cérebro.


#8 "Finalize a apresentação agradecendo a atenção de todos"


Imagina a seguinte situação: você está apresentando, está tudo indo conforme o planejado e, na hora de encerrar, aparece um "obrigado" imenso no slide.


Você vai deixar de falar "obrigado" para quem está te assistindo? É claro que não.


Se você vai agradecer de qualquer jeito, por que colocar um "obrigado" na tela? Você vai esquecer de agradecer e precisa do slide para te lembrar?


Quanto menos texto no slide, melhor. 

Fazer um slide de obrigado é uma perda de tempo, na minha opinião. Encerre sua apresentação com uma reflexão, por exemplo, isso vai fazer com que sua audiência fique pensativa e reflita sobre o que você acabou de falar.


No último slide gosto de deixar apenas meus contatos. Assim, quem tiver alguma dúvida ou quiser falar comigo, sabe onde me encontrar.


De todos esses mitos, tenho certeza que você já passou por todas as situações.

Nós também já vivemos tudo isso e podemos te garantir que são mitos. O pior de tudo é que esses mitos te limitam e fazem com que você esteja sempre no "lugar comum".


Lembre-se que fazer diferente tem um preço, mas a recompensa é maravilhosa! 


Fazer diferente significa se destacar.


Aprenda mais sobre apresentações em nosso Instagram.

Siga: @minimizaapresentacoes


Newsletter MININEWS

Redes sociais

  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branca Ícone Pinterest
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Spotify

Contato para alunos

Contato para empresas